LEIA TAMBÉM

Após uma sequência de ataques criminosos, a frota de ônibus disponível em Fortaleza e Região Metropolitana será reduzida, segundo o Sindiônibus, Etufor e Secretaria da Segurança Pública do Ceará (SSPDS). Por medida de segurança, o transporte público está “operando com o acompanhamento e a segurança da Polícia Militar”, de acordo com nota conjunta desses dois órgãos e do sindicato. Seis pessoas foram presas e um adolescente apreendido por envolvimento nas ações criminosas. Quatro foram capturados no domingo e três nesta segunda-feira. Outras cinco pessoas já foram identificadas pelas forças de segurança.

Desde sexta-feira (20), houve pelo menos 22 ataques no Sertão Central, Fortaleza e Região Metropolitana. Em todos, homens atearam fogo em veículos. Foram alvos ônibus do transporte público, caminhões e carros particulares, três veículos da Enel e uma da Cagece.

Nesta segunda-feira (23), foram treze ações criminosas até 20h30 horas.

A Secretaria da Segurança Pública (SSPDS) publicou as medidas que serão tomadas para conter os ataques. Dentre elas, a convocação de policiais militares que estavam de férias para reforçar o policiamento ostensivo. Servidores que estavam em cursos tiveram as aulas suspensas para voltarem a serviço.

A frota de ônibus será acompanhada de agentes da Polícia Militar para garantir a segurança dos passageiros.

Enel e Cagece

Segundo testemunhas, o carro da Enel estava estacionado na rua Vicente Celestino, no bairro Conjunto Esperança, enquanto os funcionários almoçavam, quando três homens chegaram em um carro preto, desceram do veículo e jogaram gasolina no carro da companhia, provocando o fogo.

O Corpo de Bombeiros foi ao local, mas ao chegar as chamas já estavam apagadas. Segundo a Enel, outros dois carros foram queimados entre este domingo (22), em Quixadá, e esta segunda (23), no Jangurussu.

No bairro Presidente Vargas, criminosos atearam fogo a um carro da Cagece. Um carro da empresa Mob foi outro atacado, no Planalto Airton Senna.

continua depois da publicidade

continue lendo

Ônibus

Ação similar ocorreu com um ônibus da linha 681 – Alameda das Palmeiras/Messejana, incendiado na Rua 11 do conjunto habitacional, no Bairro Ancuri. Testemunhas informaram que três homens interceptaram o veículo, pediram para motorista e passageiros descerem e atearam fogo no transporte.

Um pneu do coletivo chegou a soltar do ônibus, atingindo um dos blocos do conjunto. Não há informações sobre feridos.

O mesmo ocorreu no Bairro Aracapé, com o ônibus da linha 375 – Parangaba/Aracapé. Cerca de 20 passageiros estavam no veículo quando três homens chegaram com gasolina e ordenaram que todos descessem. Os criminosos ainda teriam obrigado o motorista a levar o ônibus até o meio de um campo de futebol.

No bairro Canindezinho, um ônibus de passageiro também foi alvo de ataques, assim como um ônibus escolar em Paracuru.

Na noite desta segunda, um ônibus da empresa Vitória que faz a linha Icaraí/Fortaleza, com cerca de 20 pessageiros, parou na Avenida Ulisses Guimarães quando uma mulher fez sinal para subir no coletivo. Nesse momento, um grupo ateou fogo no veículo e fugiu com apoio de um veículo.

O mesmo grupo queimou um ônibus da banda Forró Balancear que estava estacionado perto da ponte da Barra do Ceará. Os Bombeiros controlaram as chamas.

Topique

Uma topique foi incendiada na Rua Verde, no Sítio São João, no fim da tarde desta segunda-feira (23). O motorista ficou com uma das pernas feridas, já que ainda estava dentro do veículo quando criminosos atearam fogo.

Uma outra topique no bairro Vila Velha também foi incendiada.

Cagece

Um carro da Cagece com dois funcionários dentro foi abordado por três homens encapuzados por volta das 15h50. Os homens ordenaram que os funcionários saíssem e atearam fogo.

Denúncias

Quem tiver informações que ajudem nas investigações sobre os ataques pode ligar para o número 181