LEIA TAMBÉM

Esta é a quinta unidade inaugurada para dar suporte às reservas dos postos de saúde (Foto: Kiko Silva)

O prefeito Roberto Cláudio inaugurou a quinta Central de Distribuição de Medicamentos, localizada no Terminal do Papicu, nesta terça-feira (21/11). A Prefeitura já implantou, desde agosto, quatro Centrais nos Terminais do Antônio Bezerra, Conjunto Ceará, Siqueira e Lagoa. Até o fim deste ano, serão contemplados com o equipamento os Terminais de Parangaba e Messejana.

A Central de Distribuição de Medicamentos nos Terminais funcionam como apoio às farmácias dos postos de saúde e tem como propósito reforçar o abastecimento dos 84 medicamentos prioritários disponíveis na rede de Atenção Primária de Fortaleza. “Essa é a quinta central de medicamentos inaugurada. O papel desse equipamento é ser o suporte e dar uma reserva de segurança para os remédios dos postos. Nossa tarefa é garantir que os 84 medicamentos básicos das unidades de saúde estejam estocados e garantir o acesso para a população de Fortaleza”, disse Roberto Cláudio.

O Prefeito explicou ainda que, para ter acesso à Central, o usuário deve passar antes no posto de saúde. “Caso não encontre na farmácia da unidade algum dos medicamentos da lista prioritária, fornecidos pelo Município, será orientado e encaminhado para recebê-lo na Central de Distribuição de Medicamentos, conforme sua escolha no ato da reserva”, disse Roberto Cláudio. O medicamento ficará reservado para o paciente por um período de dois dias úteis.

Nesta nova etapa, serão atendidos nas Centrais de Distribuição de Medicamentos dos Terminais do Antônio Bezerra, Conjunto Ceará, Siqueira, Lagoa e Papicu, conforme escolha durante o atendimento na farmácia do posto, usuários de 75 unidades de saúde, localizadas nas Regionais I, II, III, IV e V. Gradativamente, conforme a instalação das demais Centrais, o número de unidades habilitadas aumentará, até que os 109 postos e o anexo de saúde Maria Cirino estejam vinculados e as sete Centrais estejam em funcionamento.

continua depois da publicidade

continue lendo

As Centrais de Distribuição de Medicamentos no Terminal (CDMT) são parte das ações inovadoras que têm por objetivo regularizar a distribuição de medicamentos, realizada pela Prefeitura de Fortaleza e, por consequência, viabilizar o acesso da população. As Centrais, que atendem exclusivamente usuários dos terminais de integração, são uma extensão das farmácias dos postos de saúde e só entregam medicamentos cujas receitas tenham passado pelas farmácias destas unidades anteriormente.

Para a estudante universitária Karoline Matos, a Central é um apoio fundamental para agilizar o tratamento das pessoas. “Acho incrível essa iniciativa do prefeito Roberto Cláudio. Facilita muito o acesso para os pacientes colocar os medicamentos nos terminais”, afirmou.

Fortaleza conta, hoje, com 109 postos de saúde e um anexo, que funcionam de segunda a sexta-feira, de 7h às 19h, todos com farmácia e entrega de medicamentos da lista prioritária da Atenção Básica. Além deste serviço, os postos de saúde oferecem atendimento médico, odontológico e de enfermagem para usuários com hipertensão, diabetes, hanseníase, tuberculose e HIV. Também está disponível acompanhamento de gestantes, puérperas, crianças e idosos; coleta de exames laboratoriais; procedimentos ambulatoriais; prevenção de câncer de boca e ginecológico; teste rápido HIV e sífilis; emissão do Cartão SUS, entre outros. Na atual gestão, já foram reformadas 70 unidades e foram construídos 19 novos postos de saúde.

Confira aqui a lista dos postos habilitados às Centrais de Distribuição de Medicamentos nos Terminais do Antônio Bezerra, Conjunto Ceará, Siqueira, Lagoa e Papicu.