LEIA TAMBÉM

"Todos estão aqui por um criterioso processo de seleção que reconheceu neles as qualidades e características necessárias para o bom trabalho de ouvidoria", destacou o Prefeito

O prefeito Roberto Cláudio empossou os novos ouvidores dos hospitais e unidades especializadas de saúde, na manhã desta quinta-feira (26/10), no Paço Municipal. Os 14 novos ouvidores têm como responsabilidade escutar as sugestões e reclamações para melhor anteder à população de Fortaleza.

“Damos posse hoje aos novos ouvidores da Saúde. Todos estão aqui por um criterioso processo de seleção que reconheceu neles as qualidades e características necessárias para o bom trabalho de ouvidoria. Nossa palavra hoje é de estímulo e reconhecimento para que vocês exerçam, em plenitude, uma tarefa que muitas vezes é pouco conhecida e reconhecida, mas que é extremamente necessária para que os processos clínicos e administrativos das unidades de saúde aconteçam o mais eficiente o possível”, afirmou o Gestor.

A ouvidoria é um instrumento de avaliação no qual o cidadão pode manifestar opinião, fazer sugestões, elogios ou críticas. As demandas recebidas passam por análise, encaminhamento, acompanhamento e resposta ao cidadão, como completou a secretária da Saúde, Joana Maciel. “A Ouvidoria é um canal importantíssimo entre a gestão e a população. Estamos muito felizes com a posse dos ouvidores das nossas unidades hospitalares especializadas e temos certeza que será um ganho, uma vez que podemos chegar mais perto de quem realmente usa nossos serviços”, atentou.

continua depois da publicidade

continue lendo

Os selecionados serão lotados nos equipamentos Frotinhas (Parangaba, Antônio Bezerra e Messejana), Gonzaguinhas (José Walter, Barra do Ceará e Messejana), Instituto Dr. José Frota, Hospital Nossa Senhora da Conceição, Hospital e Maternidade Zilda Arns Neumann, Centro de Assistência à Criança Lúcia de Fátima, Centro de Especialidades Médicas José de Alencar (Cemja), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Policlínica João Pompeu Lopes Randal e Coordenadoria de Vigilância em Saúde.

Liduina Benevides, nova ouvidora que atuará no Centro de Assistência à Criança Lúcia de Fátima, contou estar feliz com a oportunidade de ser o elo entre a população e a Prefeitura, na busca pelo fortalecimento da área e de melhorias no serviço prestado à população, solucionando questões pendentes, agindo para prevenir que problemas aconteçam e possibilitando que as necessidades dos fortalezenses sejam ouvidas.

A ouvidoria da área da Saúde passou por uma nova estruturação. Desde 2013, vem sendo ofertado o serviço por meio dos programas como “Saúde atende você”, “Net saúde”, “Birô da cidadania”, “Ouvidores integrados”, “Ouvidoria proativa” e “Caixas Coletoras” em postos e hospitais. Em 2017, foram geradas 8.492 manifestações, das quais 71,84% correspondem à solicitação de informações, encaminhamentos, elogios e sugestões, enquanto que 27,76% são referentes a reclamações e denúncias.

A população pode ter acesso ao serviço da ouvidoria da SMS, por meio de carta, email (ouvidoria@sms.fortaleza.ce.gov.br), telefone (0800 275 1364), formulário web ou pessoalmente na própria Secretaria, localizada na Rua do Rosário, 283 – Centro (sala 212).