LEIA TAMBÉM

Autoridades que participaram da cerimônia de posse do governador reeleito do Ceará, Camilo Santana, e da vice-governadora Isolda Cela, na tarde da última terça-feira (01/01), no Plenário 13 de Maio da Assembleia Legislativa, acreditam que os próximos quatro anos da administração estadual serão bem-sucedidos.

Para o senador Cid Gomes (PDT), a reeleição de Camilo Santana com mais de 80% dos votos confere respaldo para administrar o Estado. “O resultado aumenta a responsabilidade, a cobrança, mas também a força e energia para enfrentar os enormes desafios que o Estado tem pela frente,” afirmou.

Já o ex-governador Ciro Gomes disse que a segunda gestão de Camilo Santana será melhor que a primeira. “O Ceará é um dos poucos estados do Brasil sadio financeiramente. Estamos investindo mais que todos os estados brasileiros. O foco é a segurança, e vamos seguir dando prioridade à saúde. Tenho muita segurança de que Camilo vai fazer um governo melhor do que já fez,” declarou.

Para o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, Camilo é um cara com muito equilíbrio, com muita responsabilidade, trabalhador. “Ele reuniu uma equipe que está muito bem treinada, com quatro anos de governo. O Estado está bem saneado, portanto tenho convicção de que o segundo governo será muito melhor do que foi o primeiro,” ressaltou.

continua depois da publicidade

RECOMENDADAS

continue lendo

O secretário de Planejamento da Prefeitura de Fortaleza, Eudoro Santana, acredita que, nos próximos quatro anos, o governo deverá dar ênfase às regiões mais pobres do Ceará. De acordo com o futuro secretário de Desenvolvimento Agrário, Diassis Diniz, os desafios são enormes. “A responsabilidade do governador Camilo Santana é produzir um conjunto de ações com investimento redimensionado, redistribuído e interiorizado”, pontuou.

O corregedor do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), Teodoro Silva Santos, afirmou que os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário têm bom relacionamento institucional. Lembrou que, para conquistar o bem-estar social, os poderes devem atuar em harmonia.

E ainda
O ex-ministro Ubiratan Aguiar espera que a segunda gestão do petista priorize os setores de educação e cultura. “O povo não tem cidadania quando não é preparado,” afirmou. Já o secretário da Casa Civil, Nelson Martins, ressaltou que o Governo Camilo Santana vai continuar dando prioridade à educação, saúde, segurança pública e às áreas social e de desenvolvimento econômico. O secretário da Fazenda do Estado, Mauro Filho, acredita na consolidação do modelo administrativo eficiente. “O planejamento será pensado em longo prazo. Não podem ser em dois ou três anos. Temos que terminar o projeto Ceará 2050 e várias outras ações.”

Por Kézya Diniz, Com informações da AL