LEIA TAMBÉM

Apesar da orientação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em contrário, os dirigentes do PT defendem a indicação do vice do partido até a segunda-feira (6), evitando confrontos com a Justiça Eleitoral.

Um petista deverá ser escalado para a função, com o ex-prefeito Fernando Haddad como o favorito.

Pesa para a decisão a necessidade de que Lula precisa de um porta-voz com credencias para falar em nome do partido e do programa de governo apresentado pelos petistas.

Na tarde de sexta (3), Lula orientou o partido a insistir no registro da chapa até dia 15 de agosto, como originalmente previsto. O ex-presidente deixou, no entanto, aberta a brecha para indicação de um vice em caso de riscos.

continua depois da publicidade

RECOMENDADAS

continue lendo

Petistas defendiam, na sexta, a indicação da pré-candidata do PCdoB, Manuela D'Avila, para o posto. Mas Lula prefere alguém com credenciais para falar em nome do PT.

+ Lula é oficializado candidato à Presidência pelo PT

Na reunião, os nomes de Fernando Haddad e Jaques Wagner foram mencionados. Mas o nome de Haddad ganha força entre dirigentes do PT.

Na manhã deste sábado (4), a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e Haddad se reuniram novamente com integrantes do PC do B e insistiram na proposta de que Manuela poderia ficar "na reserva" até dia 15 de agosto, quando assumiria oficialmente a vaga de vice na chapa do PT.

Integrantes do PC do B, porém, rechaçaram mais uma vez a possibilidade e já há quem diga que o partido pode fechar aliança com Ciro Gomes (PDT). Com informações da Folhapress.

Do site Notícias ao Minuto

NOTÍCIAS RELACIONADAS

No Content Available