Presidente da Câmara Municipal de Maracanaú é alvo de operação da Polícia Civil e do Ministério Público do Ceará

O presidente da Câmara Municipal de Maracanaú, vereador Carlos Alberto Gomes de Matos Mota, é alvo de uma operação da Polícia Civil e do Ministério Público do Ceará (MPCE) na manhã desta terça-feira (10).

Policiais civis da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) e da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) cumprem mandados de busca e apreensão de documentos na sede do Legislativo municipal em Maracanaú, na Grande Fortaleza.

Segundo a polícia, as buscas estão centralizadas no gabinete da presidência da casa, mas podem se estender para outros gabinetes.

Servidores dos gabinetes dos vereadores foram impedidos de entrar no prédio da Câmara até que a operação seja concluída.

O promotor de Justiça responsável pelo caso, Emanuel Epaminondas deixou o prédio da Câmara após as 9h. Ele disse apenas que a investigação corre em segredo de justiça e não deu mais detalhes.

Leia Também

No local, servidores da casa legislativa dizem que o presidente da Câmara foi preso na operação. O promotor, contudo, não confirmou. Segundo ele, o MPCE deve prestar mais esclarecimentos em nota a ser enviada à imprensa.

G1 não conseguiu fazer contato com o vereador Carlos Alberto Gomes de Matos Mota até a publicação.

View Comments (0)

Leave a Reply