LEIA TAMBÉM

A dona de casa Patrícia Castelo denuncia ação de uma cobradora da van da linha 101 que recusou a receber a meia passagem de seu filho, de 13 anos. O caso ocorreu da manhã de sexta-feira (18), em Juazeiro do Norte, interior do Ceará. Segundo o Departamento Municipal de Trânsito, o veículo denunciado por Patrícia funciona de forma irregular e terá atividades suspensas.

Patrícia relata que todos os dias deixa seu filho na parada de ônibus para ele ir à escola e que a recusa da meia passagem ocorreu pela primeira vez. “Dei o sinal para parar, e perguntei se eles aceitavam meia, a cobradora disse que não tinha nenhuma obrigação de levar um aluno pagando meia”, afirma.

Depois da fala da cobradora, a mãe decidiu tirar uma foto da van para relatar o caso ao Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) de Juazeiro do Norte. Patrícia conta que nesse momento foi surpreendida por gestos obscenos e palavrões feitos pela cobradora.

“Quando estava tirando a foto, ela fez gestos obscenos, disse palavrões me desrespeitando, tanto a mim como a meu filho. Estou só exigindo o direito dele, não estou pedindo nenhum favor para eles”, explica.

continua depois da publicidade

RECOMENDADAS

Irregularidade

O Demutran informou que a van não pertence a nenhuma associação e nem cooperativa e que o transporte terá atividades suspensas.

“Nós vamos procurar a van, eu já estive de posse de algumas imagens e através das imagens, já delega o absurdo que não pode existir, as providências já vão ser tomadas. O Demutran ele não é de acordo com esse tipo de situação existe direitos dos usuários e eles devem ser respeitados”, afirma Josivaldo Pereira, gerente de transporte do órgão.

O Demutran afirma também que o transporte público deve ofertar a meia passagem para alunos de posse do documento estudantil.

Com informações do G1 Ceará