LEIA TAMBÉM

Nesta terça-feira (20), o primeiro-ministro Giuseppe Conte apresentou sua demissão colocando um fim à coligação no poder na Itália. Este já era o cenário mais esperado depois do líder da Liga, Matteo Salvini, ter feito duras críticas contra ele.

Guiseppe Conte deverá agora apresentar a sua renúncia ao Presidente, Sergio Mattarella, acabando com o 65.º Governo da República italiana e abrindo caminho a consultas para formar novo executivo.

continua depois da publicidade

continue lendo

Em 8 de agosto, Matteo Salvini quebrou a aliança entre o seu partido (Liga) e o Movimento Cinco Estrelas (M5S, anti-sistema), de Luigi Di Maio, dizendo que estava cansado de conflitos com o seu aliado em grandes projetos – como o TGV Lyon-Turim. O político decidiu abandonar a coligação e exigiu eleições no outono, aproveitando que as pesquisas lhe dão 36 a 38% das intenções de voto.

Perfil

Giuseppe Conte é um procurador-geral público e era desconhecido publicamente até se ter tornado primeiro-ministro, exigiu, no entanto, que o processo se desenrolasse no parlamento.