LEIA TAMBÉM

A Comissão Europeia (UE) pediu que a Itália encontre uma solução para os migrantes a bordo do Sea Watch 3. O navio humanitário entrou em águas territoriais italianas, mas o país não está disposto a permitir o desembarque dos 42 migrantes a bordo.

Bruxelas garante que está trabalhando na possível recolocação das pessoas em outros Estados-membros da UE, no caso de a Itália permitir o desembarque.

continua depois da publicidade

continue lendo

O ministro italiano do Interior parece, no entanto, irredutível e promete punir a tripulação.

O navio forçou a entrada em águas italianas e foi parado pelas autoridades próximo ao porto de Lampedusa. O governo italiano acusou a organização não governamental de violar a lei e de pôr os migrantes em perigo.

Com informações da Agência Brasil

Com informações do site Notícias ao Minuto