LEIA TAMBÉM

O ativista britânico LGBT Peter Tatchell, que havia sido preso em Moscou por protestar contra a homofobia na Rússia, foi libertado depois de duas horas. Ele deverá comparecer a um tribunal no próximo dia 26 de junho e pode ter de pagar uma multa de cerca US$ 330 (R$ 1.258) por realizar manifestação não autorizada, segundo a ANSA.

Ele segurava um cartaz que dizia: "Putin fracassa em agir contra as torturas de homossexuais na Tchetchênia".

faça login para continuar lendo

RECOMENDADAS

Os policiais afirmaram que o protesto não era autorizado. Com informações da Folhapress.

Leia também: Saiba tudo sobre o Grupo B, chave do clássico ibérico