LEIA TAMBÉM

O prefeito Roberto Cláudio comemorou, nesta segunda-feira (25/09), a decisão da Air France/KLM e Gol de implantar um centro internacional de conexões (Hub), no Aeroporto Pinto Martins, em Fortaleza. “A decisão anunciada hoje tem grande relevância porque coloca as perspectivas econômicas de Fortaleza em um novo patamar. Cabe registrar que nós havíamos enviado à Câmara Municipal, onde foi aprovado e eu sancionei, desde o ano passado, projeto de lei que estabelece uma série de benefícios fiscais para atrair esse tipo de investimento”, afirmou o prefeito de Fortaleza, destacando que a partir das atividades patrocinadas por um empreendimento como o Hub aeroviário pode-se induzir uma significativa geração de emprego e renda na nossa Capital.

continua depois da publicidade

continue lendo

“Seguramente, este empreendimento será ponto de partida para garantir o fortalecimento da indústria do turismo na nossa Capital, aumentando o fluxo de turistas em Fortaleza, estabelecendo novas fronteiras acadêmicas, cultuais e econômicas com a Europa e ampliando a geração de emprego e renda para a nossa gente”, afirmou o prefeito, ao mesmo tempo em que parabenizou e destacou o papel articulador do Governo do Estado, “notadamente o empenho pessoal do governador Camilo Santana, que foi imprescindível para a conquista desse Hub”, concluiu.

A Prefeitura de Fortaleza teve papel determinante nas articulações que resultaram na conquista do Hub, a exemplo do pacote de benefícios fiscais às companhias aéreas. Com a Lei Nº 10.462, de 31 de março de 2016, por exemplo, a Prefeitura de Fortaleza garante, por exemplo, a isenção de ISS para todos os serviços prestados ou contratados pela companhia para a construção, implantação e operação do HUB, assim como também reduz para 2% a alíquota de ISS para toda a cadeia produtiva que atenda a companhia aérea na operação do centro de conexões, como venda de passagens e cargas, serviços aeroportuários, serviço de manutenção e revisão de aeronaves, hotelaria para hospedagem de tripulantes e funcionários, além de isenção sobre IPTU dos imóveis utilizados pela companhia aérea para operação do Hub.

“Agora, nos cabe estruturar o grupo de trabalho que vai orientar a instalação do Hub, ao tempo em que trataremos de estruturar ações que reforcem a venda de Fortaleza como destino turístico para aproveitar o fluxo de passageiros que será ampliado consideravelmente com a operação do Hub”, finalizou o Prefeito.