LEIA TAMBÉM

A publicação racista do atleta suíço Pascal Mancini, logo depois de a França conquistar a Copa do Mundo, impossibilitou a ida dele ao Campeonato Europeu de Atletismo, que acontece, na próxima semana, em Berlim. A decisão foi divulgada nessa quarta-feita (1º), pela Federação Suíça.

De acordo com informações do Globo Esporte, o ógão afirmou que o velocista foi afastado por violar o código de conduta da entidade e, por esse motivo, não disputará o revezamento 4×100.

A polêmica das imagens publicadas por Mancini começou quando ele postou uma gravação nas redes sociais com vários macacos com a legenda: "franceses e seus primos". Vale salientar que, na seleção da França, há muitos negros descendentes de imigrantes.

continua depois da publicidade

RECOMENDADAS

continue lendo

+ Sem CR7, Juventus bate Estrelas da MLS nos pênaltis em amistoso

"A Federação Suíça retirou a minha licença. Não posso competir mais. A mídia quer me destruir, impedindo que eu corra e interrompendo a minha carreira. Tudo isso só porque emiti minhas opiniões", escreveu o velocista de 29 anos em uma postagem mais recente.

Em nota, a Federação Suíça de Atletismo reforçou que a entidade acredita que "as transgressões do atleta não podem ser toleradas". O Campeonato Europeu de Atletismo começa na próxima segunda-feira e vai até o dia 12 de agosto, domingo.

Do site Notícias ao Minuto