LEIA TAMBÉM

Capitão Wagner diz que candidatura ao Governo “só depende do PR”

Uma das principais lideranças de oposição ao governador Camilo Santana, o deputado estadual Capitão Wagner (PR) afirma que sua pré-candidatura ao Governo do Ceará segue posta aguardando “apenas” a definição do PR.

Segundo o parlamentar, a decisão depende, ainda, da união das forças de oposição, incluindo PSDB e PMDB, que devem seguir, em bloco, para a disputa eleitoral de 2018.

Wagner cita, ainda, os nomes dos senadores Eunício Oliveira (PMDB) e Tasso Jereissati (PSDB) como possíveis candidatos à sucessão de Camilo Santana.

Articulação
O parlamentar conversou com a reportagem antes de embarcar para Brasília na companhia do deputado estadual Leonardo Araújo (PMDB) e do vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (PR). Juntos, eles devem conversar com os senadores Eunício e Tasso para discutir a sucessão do próximo ano.

continua depois da publicidade

continue lendo

Governo Camilo
Para Wagner, o nome de oposição deve ganhar destaque uma vez que “o governador Camilo Santana ainda não justificou a sua eleição para comandar o Ceará, porque em várias áreas não conseguiu avançar”. O parlamentar acrescenta que Camilo Santana “prometeu mundos e fundos para as áreas de Saúde e Segurança Pública, mas até agora não houve avanço. E o pior é que está prejudicando a população”.

E ainda
Wagner acrescenta que Camilo “prometeu tudo na área de recursos hídricos, mas praticamente não fez nada”. O deputado, no entanto, reconhece que o governador se destacou na área de educação. “O governador Camilo ainda não mostrou ao que veio nas grandes reivindicações da população que são segurança, saúde e seca”, ataca.

Com informações do OE