LEIA TAMBÉM

O fundo Softbank fechou acordo para investir US$ 200 milhões (R$ 1 bilhão) na plataforma de criptomoedas brasileira Mercado Bitcoin. Este é o maior aporte do fundo no setor na América Latina, segundo nota. Com o investimento, o grupo 2TM, holding que controla o Mercado Bitcoin, passa a ser avaliado em US$ 2,1 bilhões – tornando-se o oitavo unicórnio mais valioso da América Latina.

O Mercado Bitcoin vai utilizar esses recursos para alcançar cerca de 700 funcionários até o fim de 2021. Outra meta é acelerar o crescimento de empresas do grupo, como a carteira digital Meubank e a Bitrust – ambas em fase de aprovação pelo Banco Central e Comissão de Valores Mobiliários (CVM), respectivamente.

continua depois da publicidade

continue lendo

Dos 2,8 milhões de clientes que possui atualmente, 700 mil chegaram entre janeiro e maio deste ano. Durante o mesmo período, a plataforma alcançou R$ 25 bilhões em volume transacionado, mais do que todo o valor registrado nos sete primeiros anos do negócio.

Em alta

Com o novo aporte na dona do Mercado Bitcoin, a XP Investimentos atualizou o preço-alvo para a G2D Investments de R$ 7 para R$ 9 por ação. A G2D, veículo de investimento controlado pela GP Investments e focado em empresas de inovação, possui cerca de 3,5% do capital social do negociadora de criptoativos.

"Acreditamos que a empresa deve negociar com zero de deságio em relação ao NAV, devido ao alto potencial de crescimento da carteira", apontam os analistas da XP para justificar o aumento do preço-alvo.