LEIA TAMBÉM

As famílias beneficiárias que tiverem aumento da renda per capita que ultrapasse o limite de renda do Programa Auxílio Brasil, o Novo Bolsa Família, para concessão de benefícios de primeira infância, composição familiar e de superação de extrema pobreza serão beneficiadas pela regra de emancipação por até 24 meses. É o que prevê o texto da medida provisória do programa ao qual o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, teve acesso.

continua depois da publicidade

continue lendo

Para famílias cuja renda melhore com outros benefícios públicos, a regra de emancipação será de 12 meses. Ainda de acordo com o texto, as famílias saem de emancipação caso a renda ultrapasse 2,5 vezes limite de situação de pobreza.

Esses beneficiários em emancipação terão prioridade em programas de qualificação e serviços gratuitos de promoção produtiva e também para retornar ao auxílio em caso de perda de renda.