LEIA TAMBÉM

As exportações da China registraram salto anual de 19,3% em julho, informou nesta madrugada a Administração Geral Aduaneira do país. O resultado foi um pouco abaixo do que esperavam analistas ouvidos pelo Wall Street Journal, que apontavam para alta de 20,0%. Com relação ao mês de junho, houve desaceleração ante aos 32,2% que as exportações avançaram.

As exportações e importações da China desaceleraram em julho devido a grandes enchentes e condições climáticas extremas que interromperam as operações de fábricas e portos, mas ainda assim registraram crescimento pelo 14º mês consecutivo.

continua depois da publicidade

continue lendo

"A recuperação gradual da economia global impulsionou a demanda pelo comércio internacional, o que favorece o crescimento das exportações da China", afirmou Li Kuiwen, porta-voz da Administração Geral Aduaneira.

As importações avançaram 28,1% no sétimo mês do ano, abaixo da expectativa de 31,7%, e também desacelerando com relação a junho, quando houve aumento de 36,7%.

O saldo comercial foi um superávit da balança de US$ 56,6 bilhões em julho. Analistas estimavam número menor, de US$ 54,0 bilhões. Com relação a junho, houve alta ante o superávit de US$ 51,1 bilhões daquele mês. Fonte: Dow Jones Newswires.