LEIA TAMBÉM

Antes de lutar pelo direito de meninas estudarem, de ser alvejada na cabeça por um tiro saído de uma arma Talibã, ou de receber o Nobel da Paz, Malala Yousafzai sonhava com um lápis. Mágico, o objeto era, na imaginação da paquistanesa, agora com 20 anos, capaz de acabar com a guerra, criar brinquedos, costurar vestidos. É esta história que a ativista conta no primeiro livro infantil, intitulado "Malala E Seu Lápis Mágico", lançado no Brasil pela Companhia das Letrinhas.

continua depois da publicidade

RECOMENDADAS

continue lendo

+ Autora fala sobre adaptação de 'Com amor, Simon': 'Vi 11 vezes'

Nas 48 páginas, a jovem paquistanesa reconta a própria história de maneira mais lúdica e friza que, na vida real, o tal lápis nunca apareceu e que, veio dela mesma, a oportunidade de mudar a realidade. A obra é ilustrada por Kerascoët, nome da dupla francesa Sébastien Cosset e Marie Pommepuy. Custa R$ 34,90.

ASSUNTOS RELACIONADOS

No Content Available