LEIA TAMBÉM

Please enter banners and links.

Antes de lutar pelo direito de meninas estudarem, de ser alvejada na cabeça por um tiro saído de uma arma Talibã, ou de receber o Nobel da Paz, Malala Yousafzai sonhava com um lápis. Mágico, o objeto era, na imaginação da paquistanesa, agora com 20 anos, capaz de acabar com a guerra, criar brinquedos, costurar vestidos. É esta história que a ativista conta no primeiro livro infantil, intitulado "Malala E Seu Lápis Mágico", lançado no Brasil pela Companhia das Letrinhas.

+ Autora fala sobre adaptação de 'Com amor, Simon': 'Vi 11 vezes'

Nas 48 páginas, a jovem paquistanesa reconta a própria história de maneira mais lúdica e friza que, na vida real, o tal lápis nunca apareceu e que, veio dela mesma, a oportunidade de mudar a realidade. A obra é ilustrada por Kerascoët, nome da dupla francesa Sébastien Cosset e Marie Pommepuy. Custa R$ 34,90.

faça login para continuar lendo

RECOMENDADAS