LEIA TAMBÉM

Evento é realizado com o apoio do Governo do Estado do Ceará e da Prefeitura de Fortaleza (Foto: Queiroz Netto)

A primeira-dama de Fortaleza, Carol Bezerra, em companhia da vice-governadora cearense, Izolda Cela, e da primeira-dama do Estado, Onélia Santana, participou do VII Simpósio Internacional de Desenvolvimento da Primeira Infância, nesta terça-feira (07/11), no Centro de Eventos do Ceará. A atividade promove discussão sobre a temática da Primeira Infância com o intuito de fomentar políticas na área entre gestores e lideranças públicas.

Com o tema “Práticas efetivas para uma política integrada”, esta é a primeira vez que o evento ocorre no Ceará, contribuindo diretamente para as discussões e políticas públicas a serem implementadas, como explicou Carol Bezerra. “Momentos como o do Simpósio são importantes para estarmos nos reciclando. A criança, principalmente aquela de 0 a 3 anos, é como uma esponja que absorve tudo que fazemos na vida dela, de bom ou ruim, ficando para o resto da vida. Por isso, o estímulo que é dado nessa etapa é muito valioso. Uma criança bem cuidada é mais segura e feliz. É fundamental estarmos discutindo a temática com especialistas e gestores para implementarmos ações na área”, disse.

Realizado com o apoio do Governo do Estado do Ceará e da Prefeitura de Fortaleza, o Simpósio Internacional de Desenvolvimento da Primeira Infância é organizado pelo Núcleo Ciência Pela Infância (NCPI) – uma iniciativa colaborativa formada pela Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, Center on the Developing Child da Universidade de Harvard (CDC), Insper, David Rockefeller Center for Latin American Studies da Universidade de Harvard (DRCLAS), Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e Hospital Infantil Sabará.

Presente na ação, Isolda Cela, vice-governadora do Ceará, atentou que o Estado tem responsabilidade como indutor de políticas públicas para a Primeira Infância, lembrando que “um dos grandes desafio é articular, fazer com que possamos, realmente, somar esforços. Temos muitos desafios. O mundo está convocando a todos olharem com muito mais atenção e responsabilidade para a primeira infância, que é o começo de tudo”.

continua depois da publicidade

continue lendo

O Simpósio chega em um importante momento no País, no qual a sociedade está mobilizado para concretizar as mudanças necessárias para o fortalecimento de políticas na área, como explicou Dario Guarita, presidente do Conselho de Curadores da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal. “Esta é uma grande oportunidade para a causa da primeira infância. Existe um entendimento, um alinhamento histórico sobre esse tema no Brasil. Poder Público, sociedade civil, agentes do governos, lideranças nacionais de todas as esferas e setores entendem a urgência e relevância da criança na primeira infância. Esse é o momento de criarmos programas de longo prazo que sejam dos brasileiros”, declarou.

Onélia Santana, primeira-dama do Estado do Ceará, compartilhou a alegria em atuar em parceria com a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, organização nacionalmente reconhecida pelos trabalhos realizados na Primeira Infância. “Ficamos felizes em abraçar a Fundação, uma parceira que tem um trabalho belíssimo fomentando discussões para a infância nas políticas municipais, estaduais e federais, discutindo a temática com gestores nacionais e locais. Temos a certeza que o Simpósio vai nos alimentar com mais informações para políticas públicas para a infância”, completou.

Durante todo o dia, pesquisas, experiências e visões sobre o desenvolvimento de crianças de 0 a 6 anos e a integração com suas famílias serão compartilhados pelos palestrantes e convidados.

Carol Bezerra, primeira-dama de Fortaleza, lembrou, ainda, que as práticas discutidas no Simpósio contribuirão em implementações nas políticas de primeira infância do Município, a exemplo das bem-sucedidas ações do programa Cresça com o seu Filho, que realiza visitas periódicas para acompanhar a criança e familiares por equipe profissional multidisciplinar para fortalecer ações e atividades que estimulam o crescimento saudável e fortalecimento dos vínculos emotivos familiares, além do programa nas praças da cidade que implementam playgrounds em praças, estimulando a socialização e o brincar no espaço público.