LEIA TAMBÉM

Projeto será desenvolvido em conjunto com o Fortaleza 2040, uma iniciativa da Prefeitura (Foto: Marcos Moura)

A Prefeitura participou do lançamento do Plano Estratégico de Desenvolvimento de Longo Prazo – Ceará 2050, na manhã desta segunda-feira (02/10), no Centro de Eventos do Ceará. O projeto busca criar estratégias para acelerar o crescimento econômico estadual nas próximas décadas e atender, de forma mais eficiente, às expectativas da sociedade pela oferta de serviços essenciais. A gestão municipal esteve representada pelo vice-prefeio Moroni Torgan.

“O Brasil perdeu a ideia de planejar a médio e longo prazo. A ideia do Ceará 2050 é recuperar a cultura do planejar e pensar qual Ceará queremos para o futuro, indiferente de governo. Esse é um projeto de Estado, para ele ser construído, validado, tem que ser discutido com todos, indiferente de ideologia, ou partido. A ideia é envolver a participação de todos os setores, seja produtivo ou social, político”, afirmou Camilo Santana.

O Ceará 2050 parte da constatação de que, apesar dos esforços de sucessivos, o Estado do Ceará precisa avançar de forma mais acelerada para atender às crescentes demandas sociais. Buscando a construção do um plano articulado com a sociedade, a ação contará com a coordenação da Universidade Federal do Ceará (UFC) e outros centros acadêmicos, que terão a responsabilidade de reunir as melhores contribuições regionais, nacionais e até internacionais para refletir sobre o que os cearenses desejam para 30 anos, como atentou o reitor da UFC, Henry Campos.

Presente no evento, o vice-prefeito Moroni Torgan parabenizou a iniciativa e lembrou que Fortaleza conta com projeto similar, que tem os mesmos objetivos, mas na esfera municipal. “O Fortaleza 2040, lançado pelo prefeito Roberto Cláudio, foi um bom exemplo de administração com visão. O governador Camilo tem essa visão também e lança um projeto um pouco mais a frente, o 2050, para o Estado. Acredito que é dessa forma que traremos melhor qualidade de vida para nosso povo. Agora, tanto Fortaleza, quanto o Ceará sabem onde querem ir, onde querem chegar e todos os esforços se concentram nesse rumo, sendo garantia de que todos os recursos serão adequadamente utilizados, com soluções de continuidade”, disse o gestor.

continua depois da publicidade

continue lendo

Sobre a articulação entre o Fortaleza 2040 e o Ceará 2050, o Governador comentou que os dois caminharão em conjunto. “Nós vamos aproveitar tudo que foi discutido no Fortaleza 2040, como pesquisa e documentos, para a construção do Ceará 2050. O Fortaleza 2040 tem uma grande participação da comunidade da Capital, muita coisa importante que vai consolidar o projeto do 2050. Tudo do 2040 será aproveitado para pensar o plano estadual”, declarou.

Com a assinatura do Contrato Ceará 2050, Governo do Ceará e a Universidade Federal do Ceará vão, agora, constituir uma equipe técnica para gerenciar as várias fases do projeto e desenvolver um projeto, ao longo de 15 meses. A partir daí, será feito diagnóstico sobre o Ceará nas dimensões Social, Econômica, Ambiental, Territorial e de Governança do Estado. Com base em pesquisas, debates com a sociedade civil e análises de experiências bem-sucedidas na região, no Brasil ou em outros países, começarão a ser esboçados cenários de desenvolvimento para o Estado nos próximos 30 anos.
A população cearense será estimulada a participar da construção do Plano Ceará 2050, durante consultas públicas nas 14 microrregiões do Estado. Ao final, será possível consolidar uma da análise retrospectiva e uma visão de futuro, com objetivos e metas de curto, médio e longo prazos que apontem uma “carteira de projetos estratégicos” para as próximas décadas.