LEIA TAMBÉM

Com vantagem de descontos de 100% em juros e multas de mora nas dívidas municipais e acesso aos conciliadores, juízes e procuradores para a negociação dos casos, o Mutirão do Refis 2017 no Fórum Clóvis Beviláqua encerrou a semana com quase 500 inscrições negociadas entre Imposto sobre Propriedade Territorial Urbana (IPTU), Imposto sobre Serviço (ISS) e Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN).

Durante os cinco dias de mutirão, foram negociados mais de R$ 7 milhões, sendo o IPTU o imposto que teve maior procura para resolução de pendências junto à Prefeitura de Fortaleza. Somente referente a esse imposto, foram negociados mais de R$ 4,6 milhões. Já o ISS ficou em segundo lugar, com mais de R$ 2,1 milhões também negociados.

continua depois da publicidade

continue lendo

O mutirão contou com a parceria do Procuradoria Geral do Município (PGM), Secretaria das Finanças (Sefin) e Fórum Clóvis Beviláqua numa equipe formada por advogados, conciliadores, procuradores e técnicos das três instituições. Para as negociações, foram seguidas as regras do Programa de Regularização Fiscal da Prefeitura de Fortaleza (PRFor) – 2017 com valores à vista e parcelados.

Para a procuradora chefe da Procuradoria Fiscal da Prefeitura, Valéria Moraes, “foi um trabalho intenso e de muita qualidade que trouxe benefícios para a população, que pôde regularizar sua situação com bom desconto, e para o Município, com a arrecadação obtida".