LEIA TAMBÉM

Em transmissão ao vivo pelas redes sociais, o governador Camilo Santana anunciou, no início da tarde desta sexta-feira (20), que o novo decreto de combate à pandemia de Covid-19 tem poucas alterações. A principal delas é a extensão do horário de funcionamento dos bares e restaurantes em uma hora. O decreto será válido por 15 dias, a contar da próxima segunda-feira (23). Ao lado do governador estava o novo secretário da Saúde do Ceará, Dr. Marcos Gadelha.

A deliberação do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 pondera o aumento de casos da variante delta no Ceará. “O Comitê decidiu por pouquíssimas alterações, como, por exemplo, autorizar o funcionamento dos restaurantes, que antes ia até às 23h, para até meia-noite. Com isso, o toque de recolher passa para 1h. Vamos continuar reforçando as fiscalizações. Nossos números confirmam a queda na procura assistencial, a queda na taxa de transmissão e positividade nos testes, e, por consequência também, uma redução na ocupação de leitos e nos óbitos”, justificou Camilo Santana.

Para o novo secretário, o momento é de extrema precaução, por conta da disseminação da variante delta. “Numa reunião com a equipe técnica, todos manifestaram preocupação com o aumento progressivo dos casos do variante delta, já são 62 confirmados no Ceará. Estamos numa situação confortável com os números, mas de alerta, por isso o cidadão cearense não pode relaxar, não pode deixar de ter cuidado com as medidas sanitárias, com higienização das mãos e distanciamento social, além do uso obrigatório de máscaras. Pense e cuide das pessoas que possuem perfil de risco para a doença. Em paralelo, seguimos com o esforço em aumentar o número de vacinados no Ceará”, reforçou Dr. Marcos Gadelha.

Ainda sobre a variante delta, o governador aponta grande preocupação após os 62 casos confirmados no Ceará. “Estamos hoje com uma barreira sanitária no aeroporto, fazendo exames nas pessoas que chegam ao Ceará de outros estados, até porque essa variante vem de fora. Havíamos ganho na Justiça o direito de exigir teste de Covid-19 ou ciclo de vacinação completa para todos que embarcarem ao Ceará, e é o que acontece no mundo inteiro, mas infelizmente a Justiça barrou essa medida preventiva tão importante e já recorremos, pois não há no Brasil uma coordenação nacional que estabeleça esse critério importantíssimo de prevenção. Nós queremos que todos os turistas venham ao Ceará, mas com segurança para eles e para todos os cearenses”, ressaltou Camilo Santana.

continua depois da publicidade

continue lendo

Vacinômetro e novas vacinas

O Vacinômetro da Sesa registra que, até às 17 horas desta quinta-feira (19), foram aplicadas 6,79 milhões de doses. Com isso, 4,7 milhões cearenses receberam a D1 e 2,08 milhões receberam o reforço ou a dose única da Janssen.

O governador destacou na transmissão que mais de 50% da população cearense já recebeu pelo menos a primeira dose, e muitas cidades já vacinaram toda a sua população maior de 18 anos. Nesta sexta-feira (20) o Ceará recebeu mais dois lotes de vacinas contra a Covid-19. Às 12 horas, chegaram 193.100 doses de CoronaVac/Butantan, que serão utilizadas para primeira (D1) e segunda (D2) doses. Por volta das 16 horas, foram recebidas 152.100 da Pfizer/BioNTech, destinadas para D1, totalizando mais 345 mil doses de vacinas contra a Covid-19.

Camilo também lembrou que o Governo do Ceará, representado pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE), teve acatada pela Justiça Federal a ação civil pública (ACP) interinstitucional que reivindicava à União equidade no envio de vacinas. De acordo com a decisão judicial, a União tem até o dia 31 de agosto de 2021 para promover “a equiparação entre o quantitativo de doses de vacinas e o percentual que representa a população cearense na população nacional”. A decisão ressalta que esta equiparação não pode ser reduzida ao longo das remessas posteriores de imunizantes.

Continuidade do trabalho

Ao lado do novo secretário da Saúde do Ceará, Dr. Marcos Gadelha, o governador afirmou que todo trabalho construído até aqui na secretaria da Saúde continuará. “Não mediremos esforços até conseguir vacinar todos os nossos irmãos e irmãs cearenses, mas nosso trabalho vai além disso é o continuamos com o combate ao coronavírus. Seguimos com o plano de regionalização da saúde, e agradecemos ao Dr. Cabeto por todo legado deixado, e dar boas vindas ao Dr. Marcos Gadelha, que continuará com um trabalho primoroso na Secretaria”, finalizou Camilo Santana.