Foto: Divulgação/Sintro

LEIA TAMBÉM

A Justiça proibiu, por meio de liminar, nesta quinta-feira (27) o bloqueio dos terminais de ônibus de Fortaleza, e das vias de acesso, em um raio de 200 metros, após uma série de protestos de motoristas e cobradores contra mudança no transporte público da capital que dispensa a presença de cobradores em alguns veículos.

Desde novembro, a categoria se mobiliza nos terminais contra o novo modelo de transporte. Eles alegam que a mudança vai causar demissões.

São pelo menos 14 linhas circulando sem cobradores. Os veículos só podem ser utilizados por passageiros que possuam bilhetes e cartões eletrônicos de passagem.

A liminar requer “conceder a tutela provisória de urgência antecipada, deferindo o mandado proibitório, com o escopo de proibir, de imediato, o bloqueio ou qualquer restrição das vias de acesso aos terminais de integração de passageiros (Antônio Bezerra, Papicu, Parangaba, Lagoa, Siqueira, Messejana e Conjunto Ceará) – em um raio de 200 metros – e a obstrução de vias públicas para impedir o tráfego dos veículos de propriedade das empresas”.

continua depois da publicidade

continue lendo

A Justiça também autoriza o uso da força da polícia caso a determinação seja desrespeitada. Uma multa diária de R$ 20 mil foi determinada em caso de descumprimento da ordem judicial.

O sindicato de motoristas e cobradores (Sintro) informou que ainda não foi notificado da decisão.

Com informações do G1 Ceará