LEIA TAMBÉM

O governador do Ceará, Camilo Santana, afirmou nesta quarta-feira (20), durante a nomeação de 646 novos policiais civis, que o Ceará contará com um presídio exclusivo para abrigar presos provisórios que estão em delegacias. Atualmente, o estado tem cerca de 635 presos em delegacias do estado.

Segundo Camilo Santana, a unidade prisional com 700 vagas será inaugurada no dia 28 deste mês. A proposta é que o presídio seja utilizado para retirar os presos que estão nas delegacias de Fortaleza e da Região Metropolitana. “Vamos permitir que as delegacias de polícia cumpram o papel de investigar e assim garantir mais qualidade na segurança da população”, afirmou.

“Eu já queria ter resolvido esse compromisso, mas eu acho que a polícia está prendendo tanto que, cada vez que a gente inaugura um presídio, não dava pra tirar os presos das delegacias”, afirmou Camilo Santana, sobre a superlotação nas unidades.

“Eu fiz uma meta: o próximo presídio que será inaugurado será usado exclusivamente para tirar os presos das delegacias do Ceará. O papel da da Polícia Civil não é ficar olhando para presos. O papel da Polícia Civil é investigar bandidos. Mas com esse presídio vamos tirar todos os presos das delegacias de Fortaleza e Região Metropolitana”, completou o governador.

Novos policiais

continua depois da publicidade

RECOMENDADAS

continue lendo

O governador Camilo Santana reforçou a importância da chegada dos novos policiais para melhorar o trabalho de investigação e inteligência da Policia Civil.

“Nós tivemos um aumento de 42% no efetivo da Polícia Civil com a chamada dessas duas turmas e precisamos aumentar o efetivo para qualificar a inteligência e a investigação policial, mesmo com um cenário de crise econômica, o Ceará é o Estado que mais reforçou o efetivo das forças de segurança”, afirmou o governador.

Do G1 Ceará

ASSUNTOS RELACIONADOS

No Content Available