LEIA TAMBÉM

Dra Silvana comemorou o arquivamento de processo contra ela

O senador Eunício Oliveira pediu o arquivamento do processo de expulsão do PMDB, iniciado pela presidência da sigla no Ceará.

A informação é da deputada Dra. Silvana (PMDB) que comemorou a iniciativa, nesta quarta-feira (30), no plenário da Assembleia Legislativa.

“Fico feliz porque de acordo com a solicitação do senador Eunício Oliveira, que intercedeu no Conselho de Ética do partido, foi retirada e arquivava toda e qualquer demanda que tivesse contra nós”, referindo-se também aos peemedebistas Audic Mota e Agenor Neto.

Ameaça
A parlamentar foi ameaçada de ser expulsa por seu partido por ter votado a favor da extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). “Subo à tribuna desta Casa fico e feliz porque consegui comprovar que nada realmente tinha contra essa serva do senhor. A Igreja intercedeu, orou. Essa vitória foi da igreja, do povo de Deus”, disse ela.

A parlamentar acrescentou que reconhece o PMDB como “um partido democrático e que sabe escutar quem tem entendimento e quem tem voto”.

continua depois da publicidade

continue lendo

“Grande”
Na ocasião, o deputado Daniel Oliveira endossou as palavras da parlamentar, enaltecendo a atitude do senador ao pedir o arquivamento. “Parabenizo o senador Eunício Oliveira que se mostra grande como, mais uma vez demonstra a grandeza de como pensa politicamente, para frente”, disse.

Diferente
Na mesma linha se manifestou o deputado Audic Mota. Segundo ele, o senador teria enviado comunicado afirmando que não concordaria com “essa provocação feita à banca e que faria esforços para que fosse arquivado antes que celeuma fosse criada.” Na opinião dele, a postura de Eunício representa um “gesto de quem quer a paz dentro do PMDB, demonstração de que é possível se fazer uma política diferente no Ceará. Esse gesto fará diferença em 2018”, garantiu.

“Sensível”
Já o deputado Mário Hélio (PDT) disse que quem mais ganhou nesse embate foi PMDB, pois a questão envolveu dois deputados de alto nível – Dra. Silvana e Audic Mota. O parlamentar endossou os elogios ao senador, a quem julgou ser um ”homem sensível e que tem senso de justiça”. “Com certeza, quando ele olhou e se aprofundou na matéria desse processo, pediu para arquivar de imediato.”

Com informações da AL