Foto: Divulgação/2ºBPM

LEIA TAMBÉM

Um total de 311 armas de fogo foram retiradas de circulação no Cariri no primeiro semestre de 2019, segundo dados estatísticos divulgados pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS). O número indica as apreensões ocorridas em 25 municípios da região, que correspondem a Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19).

No mês de junho foram apreendidas 45 armas de fogo, em maio chegou a 59, em abril foram 46, em março alcançou 51, em fevereiro foram 58 e, em janeiro, atingiu 52.

De acordo com o comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar (2º BPM), major Luciano Rodrigues de Oliveira, a AIS 19 é uma das áreas onde mais se apreende armas de fogo no Ceará. A Polícia Militar tem desempenhado um papel fundamental nesse sentido, uma vez que a retirada de circulação de armas de fogo do seio da sociedade contribui para a redução de crimes contra a vida e contra o patrimônio.

continua depois da publicidade

continue lendo

Efetivo ampliado

Há mais de um ano, o Cariri recebeu uma série de pacotes de investimentos em segurança. Em Juazeiro do Norte, foi criada a Unidade Integrada de Segurança (Uniseg) e lançado o sistema de videomonitoramento. Com isso, o policiamento foi ampliando em dez bairros, identificados como mais carentes de segurança pública.

A terra do Padre Cícero também viu seu efetivo ser reforçado com 191 policiais militares, 10 viaturas, 9 motos e uma unidade móvel comunitária.

No mês de junho de 2018, Brejo Santo recebeu uma unidade do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), com equipamentos e 37 policiais militares. Além disso, também foi implantado o Sistema de Videomonitoramento com 15 câmeras com giro de 360 graus espalhadas por vários pontos da cidade.

Já no mês seguinte, foi a vez de Barbalha ser contemplada com uma unidade do BPRaio. Ao todo, o Município recebeu 37 policiais, com o apoio de 16 motos e uma viatura 4×4.