Mais de 300 armas de fogo foram apreendidas no Cariri no primeiro semestre

Um total de 311 armas de fogo foram retiradas de circulação no Cariri no primeiro semestre de 2019, segundo dados estatísticos divulgados pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS). O número indica as apreensões ocorridas em 25 municípios da região, que correspondem a Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19).

No mês de junho foram apreendidas 45 armas de fogo, em maio chegou a 59, em abril foram 46, em março alcançou 51, em fevereiro foram 58 e, em janeiro, atingiu 52.

De acordo com o comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar (2º BPM), major Luciano Rodrigues de Oliveira, a AIS 19 é uma das áreas onde mais se apreende armas de fogo no Ceará. A Polícia Militar tem desempenhado um papel fundamental nesse sentido, uma vez que a retirada de circulação de armas de fogo do seio da sociedade contribui para a redução de crimes contra a vida e contra o patrimônio.

Efetivo ampliado

Há mais de um ano, o Cariri recebeu uma série de pacotes de investimentos em segurança. Em Juazeiro do Norte, foi criada a Unidade Integrada de Segurança (Uniseg) e lançado o sistema de videomonitoramento. Com isso, o policiamento foi ampliando em dez bairros, identificados como mais carentes de segurança pública.

A terra do Padre Cícero também viu seu efetivo ser reforçado com 191 policiais militares, 10 viaturas, 9 motos e uma unidade móvel comunitária.

Leia Também

No mês de junho de 2018, Brejo Santo recebeu uma unidade do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), com equipamentos e 37 policiais militares. Além disso, também foi implantado o Sistema de Videomonitoramento com 15 câmeras com giro de 360 graus espalhadas por vários pontos da cidade.

Já no mês seguinte, foi a vez de Barbalha ser contemplada com uma unidade do BPRaio. Ao todo, o Município recebeu 37 policiais, com o apoio de 16 motos e uma viatura 4×4.

View Comments (0)

Leave a Reply