LEIA TAMBÉM

Estudantes da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) ocuparam hoje (26) à tarde o prédio onde está localizado o escritório da Presidência da República em São Paulo, na Avenida Paulista. A ocupação começou por volta das 17h e às 21h os estudantes ainda estavam no local.

A Polícia Militar informou que negocia com o grupo a desocupação do prédio.

A ocupação, segundo os manifestantes, ocorre em protesto contra o “desmonte da educação pública”.

Pelo Facebook, o movimento Ocupa Unifesp divulgou um manifesto em defesa da universidade pública, contra os cortes na educação e pedindo mais recursos para a área.

continua depois da publicidade

continue lendo

“Em abril a educação recebeu um corte de R$ 4 bilhões. E a Universidade Federal de São Paulo recebeu até então apenas 48% da sua verba prevista. Para 2018 estão previstos mais cortes, sobretudo nas bolsas, ou a impossibilidade de funcionamento da instituição. Este é um problema recorrente no país inteiro, de universidades com deficit de orçamento de até 100 milhões”, criticam os estudantes.

De acordo com o movimento, as universidades sofrem com paralisação de obras, falta de materiais, cortes em moradia estudantil, demissão dos trabalhadores terceirizados, sobrecarga dos técnicos administrativos e falta de professores.